Bem Vindo

- Com esta série não é pretendido fazer história, mas sim é visado, ao lado das imagens, que poderão ser úteis aos leitores, a sintetizar em seus acontecimentos principais a vida da Cidade de Porto Alegre inserida na História.

Não se despreza documentos oficiais ou fontes fidedignas para garantir a credibilidade; o que hoje é uma verdade amanhã pode ser contestado. A busca por fatos, dados, informações, a pesquisa, reconhecer a qualidade no esforço e trabalho de terceiros, transformam o resultado em um caminho instigante e incansável na busca pela História.

Dividir estas informações e aceitar as críticas é uma dádiva para o pesquisador.

- Este Blog esta sempre em crescimento entre o Jornalismo, Causos e a História.

Haverá provavelmente falhas e omissões, naturais num trabalho tão restrito.

- Qualquer texto, informação, imagem colocada indevidamente (sem o devido crédito), dúvida ou inconsistência na informação, por favor, comunique, e, aproveito para pedir desculpas pela omissão ou inconvenientes.

(Consulte a relação bibliográfica e iconográfica)

- Quer saber mais sobre determinado tema, consulte a lista de assuntos desmembrados, no arquivo do Blog, alguma coisa você vai achar.

A Fala, a Escrita, os Sinais, o Livro, o Blog é uma troca, Contribua com idéias.

- Em História, não podemos gerar Dogmas que gerem Heresias e Blasfêmias e nos façam Intransigentes.

- Acompanhe neste relato, que se diz singelo; a História e as Transformações de Porto Alegre.

Poderá demorar um pouquinho para baixar, mas vale à pena. - Bom Passeio.

Me escreva:

jpmcomenta@gmail.com






sábado, 1 de maio de 2010

O Carnaval de Porto Alegre




Carnaval
de Porto Alegre
Carnaval
- Festa pagã, que mais animava a população, com brincadeiras de invadir as casas dos amigos e jogar água.

- Na época do Carnaval a cidade inteira se animava, festejando o entrudo, como eram chamados antigamente os três dias que precediam a Quaresma.
Até meados do século XIX o entrudo consistia em batalhas entre os foliões nas ruas e até mesmo dentro das casas, atirando-se bolinhas de cera cheia de água, às vezes perfumadas, chamadas limões de cheiro.
Outros foliões recorriam a bacias e baldes para lançar água, até todos ficarem ensopados.

- Em termos de Carnaval, a classe média buscava suas formas de diversão. Criam-se bailes de máscaras e de gala, onde eram executadas polcas e valsas. O Alto da Bronze, no início da Rua da Igreja (Duque de Caxias) e o Areal da Baronesa (entrada do arraial Menino Deus) eram núcleos de resistência da raça negra, onde preservavam e defendiam seus valores e tradições, os cultos africanos, rezas, danças e cantos, ao som de percussão (tambores, urucungo, age, machachá e sopapo).
O Entrudo (um tipo de carnaval), festa pagã, que mais animava a população, com brincadeiras de invadir as casas dos amigos e jogar água.
Por essa época, o Entrudo, da tradição portuguesa de brincar o carnaval atirando água, limão-de-cheiro e até farinha, retomou sua força, apesar de há muito proibido pela Câmara.
Enquanto a farra corria solta nas ruas, e nisso os negros eram os mais animados, a elite ia aos bailes de máscara no Theatro São Pedro.
A Polícia acabou proibindo esse tipo de brincadeira e foi surgindo um carnaval diferente, com confetes e serpentinas, lança-perfumes, fantasias, cordões e desfiles.
Porto Alegre, mesmo sendo uma cidade provinciana, desfrutou dos prazeres de brincar o carnaval em toda a sua ingenuidade, até sua maior sofisticação, tornando-se um dos maiores carnavais do Brasil.

Entrudo

No século XIX, o entrudo da tradição portuguesa de brincar o carnaval atirando água, limão-de-cheiro e até farinha, retomou sua força, apesar de há muito proibido pela Câmara.

Blocos de Sociedade

Em 1873, surgiram as duas grandes sociedades carnavalescas: Esmeralda e Venezianos.
Em torno da rivalidade entre os verdes da Esmeralda e os vermelhos dos Venezianos, giraria por duas décadas o melhor do carnaval da cidade.
Em 1883, apaixonada rivalidade de seus integrantes se entreveraram e só não provocaram tumulto maior porque a polícia agiu a tempo.

Aos poucos, os desfiles foram engordando, a Sociedade Germânia e vários blocos foram para as ruas, e o colorido do centro da cidade aumentou com os desfiles dos carros alegóricos. Ricamente ornamentados, com seus foliões em fantasias, esses carros se concentravam na Praça da Alfândega e percorriam as ruas do Centro.

A animação só diminuiria durante a Revolução Federalista (1893), mas a partir de 1896 voltaria com força maior ainda.

Sociedade Gondoleiros (brancos imigrantes)

Sociedade Floresta Aurora (negros)

Corsos

Bailes da Sociedade

Enquanto a farra corria solta nas ruas, e nisso os negros eram os mais animados, a elite ia aos bailes de máscara no Theatro São Pedro.

Pela década de 1930, as pessoas de berço só brincavam o carnaval em clubes, como o Clube Jocotó, com sede no bairro Tristeza, zona sul de Porto Alegre, era um clube muito considerado.
Nos carnavais, o trenzinho que contornava a enseada da Praia de Belas até a Pedra Redonda e voltava madrugada afora, pela orla do Guaíba, carregando de ruidosos pierrôs e colombinas, a sonolentos carnavalescos.

Baile de Gala no Clube do Comércio, na Praça da Alfândega, no Centro.

Verde e Branco do Teresópolis Tênis Clube, no bairro Teresópolis.

Vermelho e Branco do Sport Club Internacional, realizado no Gigantinho, no bairro Menino Deus.

O tradicional baile e desfiles do Clube Gondoleiros na zona norte e Floresta Aurora na zona sul, Clube caixeiros Viajantes, no bairro Moinhos de Vento.

O Lindóia Tênis Clube na zona norte, também realizava grandes bailes de carnaval.

Escolas de Samba de Porto Alegre

- A primeira escola de samba de Porto Alegre foi a Academia de Samba Praiana em 1960, surgiu da reunião de grupo de amigos para tocar e cantar um bom samba.
Em 1961, depois do desfile da Praiana as fantasias apresentadas foram expostas na Livraria do Globo na Rua da Praia (baluarte da cultura na cidade).

Grupo Especial – 2011
Academia de Samba Praiana
Império da Zona Norte
Bambas da Orgia
União da Vila do IAPI
Acadêmicos de Gravataí
Embaixadores do Ritmo
Império do Sol
Imperadores do Samba
Imperatriz Dona Leopoldina
Unidos de Vila Isabel
Academia de Samba Puro
Estado maior da Restinga (Tinga)

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->
Tribos

Guaianases
Comanches

Escola de Samba Por Bairro – Porto Alegre
Zona Sul
Academia de Samba Praiana
Imperadores do Samba
Estado Maior da Restinga
Zona Norte
Império da Zona Norte
União da Vila do IAPI
Imperatriz Dona Leopoldina
Centro
Bambas da Orgia
Zona Leste
Embaixadores do Ritmo
Academia de Samba Puro
Grande Porto Alegre
Acadêmicos de Gravataí (Gravataí)
Império do Sol (São Leopoldo)
Unidos de Vila Isabel (Viamão)

;Carnaval de Bairro

Na década de 1930 as sociedades tinham deixado o carnaval de rua para o povo, aliás, não se fazia de rogado.
Quando o “Deus Momo” desembarcava no cais do porto, a folia se espalhava pela cidade da Rua João Alfredo à Avenida Eduardo (Franklin Roosevelt), passando pela Avenida Bom Fim (Osvaldo Aranha) e Benjamim Constant, que tinham carnaval próprio.

Bandas

Banda da Saldanha

Rei Momo

Porta Estandarte

Uma tradição tipicamente do carnaval de Porto Alegre, a participação da Porta Estandarte apresentando e puxando a Escola de Samba.
É atributos da porta-estandarte, a roupa de saia de muitos babados, o estandarte com o brasão da agremiação, passos marcados, e muito carisma, diferente da Porta Bandeira, esta se apresentada sozinha.

Ala de Prendas

Apresentado pela Escola de Samba Império da Zona Norte, na década de 1980, como grande diferencial, uma ala inteira trajada como prendas tipicamente gaúchas, fugindo de uma imitação a risca do sistema de desfile das Escolas de Samba do Rio de Janeiro que exige uma ala de baianas com número mínimo de participantes.      
                                   
Local de Desfile - Carnaval Oficial

Avenida Borges de Medeiros
Avenida João Pessoa
Avenida Loureiro da Silva
Avenida Augusto de Carvalho
Complexo Cultural do Porto Seco

Complexo Cultural do Porto Seco
Passarela do Samba

Localizada na zona norte, no bairro Rubem Berta, em Porto Alegre, em uma área dentro do Porto Seco, o Complexo para o carnaval, após concluído a obra não deverá em nada a demais cidades que já dispõem deste equipamento.

Muamba
Ensaio geral para o desfile oficial do carnaval, sempre na passarela do samba, para correções e acertos finais.

Sexta-feira de Pré-Carnaval

Sábado de Zé Pereira

Terça-feira Gorda

Quarta-feira de Cinzas

Quesitos de Julgamento em 2011
Enredo
- História ou temática que a escola vai contar no desfile, como peças teatrais ao ar livre.
Bateria
- Sustenta a marcação, regulamentando a cadência em consonância com o canto do samba e a evolução.
Harmonia
- Entrosamento perfeito entre o ritmo (bateria) e a melodia (canto). É delito grave o chamado “atravessar na avenida” (quando parte dos componentes cantam uma parte do samba e outra parcela, outra parte da letra).
Samba enredo
- Expressão da linguagem popular, não é uma peça erudita, mas não admitidos erros gramaticais.
Evolução
- Escola de samba só anda em frente (por isso evolução), faz o caminho cadenciado pelo andamento do samba.
Fantasia
- Figurino dos atores do desfile, ela quem dará sentido de época e história do enredo.
Mestre-sala e Porta-bandeira
- O casal são os únicos que não dançam o samba, eles desenvolvem a dança chamada “Minueto”, que era a dança da corte européia, com passos e características básicas próprias. A bandeira é o maior patrimônio da escola. Cabe ao casal honra de conduzi-la.
Alegorias e adereços
- O cenário do enredo, em costeiro ou em mãos e os carros alegóricos. Fazem parte delas as formas, figura e complementos em fantasias e através dos destaques em carros ou chão e demais criações do carnavalesco ou comissão. São os elementos plásticos ilustrativos do enredo.

Carnaval de Porto Alegre
Grandes Bailes e Festas

Os Bons Tempos de Muita Diversão...
***
Grupo distintos de pessoas fundaram sociedades, pois na época a cidade de Porto Alegre era composta de grupo étnicos diferentes e criavam estas sociedades para preservar sua lingua, cultura e assuntos políticos.
O bom baile, o bom jogo de bocha, o carteado, tiro ao alvo, o remo,  ginástica.
***
SOGIPA - Sociedade Ginástica Porto Alegre, antigo Deutscher Turnverein (Sociedade Alemã de Ginástica), de 1867, fundado por imigantes alemães.
***
Sociedade Floresta Aurora, antiga sociedade de dança e  beneficiecia Floresta Aurora, a sociedade mais antiga, ou clube, fundado por afrodescendentes, na época forros, de 31 de dezembro de 1872, é o clube de origem negra mais antigo do Brasil.
***
Sociedade A Bailanta, tradicional casa de baile da praça da Matriz, do século XIX e início do século XX.
***
Clube de Regatas Guaíba Porto Alegre, fundado em 21 de novembro de 1888 por um um grupo de jovens de origem germânica, o Ruder-Club Porto Alegre (Clube de Regatas Porto Alegre). A reunião de fundação ocorreu no Restaurante Continental, sob a liderança do major Alberto Bins, é o clube de regatas mais antigo do Brasil.
***
Clube Caixeral de Porto Alegre, fundado em 1882 por 181 caixeros.
***
Sociedade Gondoleiros, antiga sociedade carnavalesca Gondoleiros, fundado por imigrantes italianos em 05 de março de 1915, com sede na avenida Eduardo no 4º distrito.
***
Clube do Comércio, antigo clube do Commercial, fundado por comerciantes da cidade em 07 de junho de 1896, sua primeira sede era onde hoje se encontra o Santander Cultural, rua 7 de Setembro com rua Gal Câmara.
***
Sociedade Leopoldina Juvenil, O clube foi fundado em 24 de junho de 1863 por um grupo de descendentes de alemães, e recebeu o nome de Gesellschaft Leopoldina, em 1940 a fusão da sociedade leopoldina porto alegrense e o club recreio juvenil deu origem a sociedade Leopoldina juvenil.
***
Sociedade Polônia, antiga sociedade Zgoda, fundada em 1896, por imigrantes poloneses, com sede no bairro São Geraldo.
***
Grêmio Náutico União, fundado em 1º de abril de 1906 por seis jovens de origem alemã que tinham o remo como seu esporte favorito e que deram ao clube o nome de Ruder Verein-Freundschaft (Sociedade de Regatas Amizade), em 1917 o clube alterou o seu nome para uma denominação nacional; a expressão "Sociedade de Regatas" deu lugar à "Grêmio Náutico", e a palavra "Amizade" foi substituída por "União".
***
Porto Alegre Country Clube, findado em 30 de maio de 1930 por  um grupo de golfistas entre eles Antônio Jacob Renner, o clube na Boa Vista possui uma área de mais de 50 hectares de mata nativa.
***
Carnaval
Imagens

***
Clube Caxeiral - Festa Chino-Japonesa - 1925
***
1925
***
Clube Caxeiral - 1925
***
1925
***
***
Carnaval - 1925
***
Carnaval Bloco Esmeralda - 1925
***
Carnaval Bloco Futurista - 1925
***

Carnaval Bloco Sentenciados - 1925
***
Clube Regatas - 1925
***

Clube de Regatas Guaíba - 1925
***
Paulo Santana - Imperadores do Samba - década de 1975
***
Sociedade de Baile Guarany - 1925
***

Sociedade Leopoldina - 1925
***
***
Sociedade Gondoleiros - antiga sede desativada
***

1925
Bambas da Orgia - década de 1960
***

Nenhum comentário:

Postar um comentário